Série C: Boa perde em Criciúma: 3 a 1

O Boa Esporte perdeu para o Criciúma por 3 a 1 em Santa Catarina neste sábado, 15. Um jogo movimentado nos primeiros minutos com três gols antes dos 10 minutos. O time de Varginha volta a campo domingo, 23, contra o Ypiranga-RS em Varginha.

A saída do zagueiro Henrique Moura do time acabou por desorganizar o sistema defensivo boveta. Logo aos 2 minutos, o Criciúma abriu o placar. Em contra-ataque rápido, um cruzamento da esquerda, para a chegada de Michel que conseguiu tocar na bola na pequena área e marcar: 1 a 0.

E o Boa conseguiu o empate aos 5 minutos. Em cruzamento da direita para a esquerda, o lateral Yuri Ferraz apareceu sozinho para cabecear para o fundo da rede: 1 a 1.

Uma falha de marcação na entrada da área boveta permitiu ao time da casa voltar a ficar à frente do placar aos 9 minutos. Alisson Tadeei fez a volta no volante estreante, Bruno Cruz, trocou passe na risca da grande área, recebeu de volta, fintou Yuri Ferraz e ficou livre na pequena área para marcar: 2 a 1.

Ainda no intervalo, o técnico Nêdo Xavier trocou o volante Daniel por um volante estreante, Tauã Antunes. Aos 15 minutos do segundo tempo, colocou em campo João Guilherme e tirou o centroavante improvisado, Diego Alves.

Logo depois, o Criciúma marcou o terceiro. O Criciúma começou a permitir ao Boa jogar no seu campo, sem contudo, oferecer perigo. Era uma estratégia. Aos 25 minutos, o lateral do Tigre, Victor Guilherme recebeu passe pelo alto, nas costas do lateral estreante boveta, Felippe Borges, quase na entrada da grande área, pela direita. Ele cruzou e o atacante Andrew apareceu para marcar: 3 a 1.

Assim como em Varginha, Nedo começou a mudar o time para torná-lo mais ofensivo. Aos 29 minutos colocou o garoto Dênis em campo e tirou um volante, Claudeci. E as jogadas pelas pontas começaram a aparecer bem como as oportunidades de gol.

Aos 39 minutos, entrou o volante Nonoca e saiu o volante Bruno Cruz. O time ficou ainda mais ofensivo. Com boas jogadas principalmente pela ponta esquerda, com o lateral esquerdo Felippe Borges e Dênis, o BEC conseguiu sufocar o Criciúma no fim do jogo. Teve oportunidades não traduzidas em gols.

O Boa formou com Renan Rocha; Yuri Ferraz, Wesley, Vitor Mendes e Felippe Borges; Bruno Cruz (Nonoca), Daniel (Tauã), Claudeci (Dênis) e Raphael Luz; Gabriel e Diego Alves (João Guilherme).

Felippe Borges e Yuri Ferraz, os dois laterais bovetas receberam cartões amarelos.

Deixe um comentário