Prefeitura vai destinar 1 milhão ao Regional para novos leitos de CTI/Covid

Prefeitura vai destinar 1 milhão ao Regional para novos leitos de CTI/Covid

A Prefeitura de Varginha encaminhou nesta segunda-feira, 12, à Câmara Municipal, Projeto de Lei que autoriza o município a conceder ao Hospital Regional do Sul de Minas – HRSM, subvenção no valor de até R$1.000.000,00, proveniente do Fundo Municipal de Saúde/Tesouro Municipal.

“O projeto tem como finalidade prestar subvenção social ao Hospital, especificamente para a compra exclusiva de equipamentos necessários para a ampliação da capacidade de atendimento do hospital, por meio da habilitação de 10 novos leitos de Unidade de Tratamento Intensivo – UTI, que serão utilizados exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde – SUS, destinados, enquanto se fizer necessário, tão somente para o tratamento de pacientes acometidos pela
Covid-19, podendo, após o término da pandemia, serem utilizados para atendimento geral, desde que mantida a habilitação pelo SUS”, explicou o prefeito Vérdi Melo.

De acordo com Vérdi Melo, a pretensão do Município é que haja a ampliação da capacidade de leitos de UTI exclusivos para
Covid-19 no Hospital Regional do Sul de Minas. Após a superação da atual pandemia, os leitos no Regional serão mantidos, tornando-se leitos gerais de UTI, exclusivos do SUS, para atendimento dos munícipes varginhenses e da região, auxiliando, na prestação dos serviços de saúde no município de Varginha quando houver a desmobilização do Hospital de Campanha.

“Há de se ressaltar que o Hospital Regional é a única instituição de Varginha com habilitação de leitos de UTI pelo SUS para atendimento à
Covid-19, uma vez que o Hospital de Campanha tem funcionamento excepcional e temporário. Isto porque o Hospital Bom Pastor, não é ‘porta de entrada de atendimento para Covid-19’, assim como os demais hospitais existentes na cidade realizam, tão somente, atendimentos particulares, o que justifica, portanto, a subvenção social em espeque ao HRSM, não se olvidando que os equipamentos que forem adquiridos com recursos destinados pela presente lei deverão ser utilizados tão somente em atenção ao objeto nela estabelecido, sob pena de reversão ao patrimônio municipal”, explicou Vérdi.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *