Prefeitura de Varginha divulga sua estratégia de vacinação contra a Covid-19

O plano de vacinação contra a Covid-19 em Varginha está pronto desde 11 de dezembro de 2020. De acordo com o secretário municipal de Saúde, médico infectologista Luiz Carlos Coelho, o planejamento interno começou em setembro e previu situações como a necessidade de seringas e de demais insumos. Graças a essa antecipação, o município adquiriu imediatamente 60 mil seringas com agulhas e demais insumos descartáveis que estão em estoque na cidade desde o final do ano passado. Além disso, aprontou 28 câmaras frias. Esse anúncio foi feito no dia 1º deste mês durante a reunião de posse do primeiro escalão da Administração Municipal quando o prefeito Vérdi Melo pediu ao secretário municipal de Saúde que revelasse o incansável trabalho da equipe da Saúde no enfrentamento à Covid-19.

“No dia de hoje, recebemos no almoxarifado da Secretaria Municipal de Saúde – Semus mais 40 mil seringas com agulhas oriundas da Secretaria de Estado de Saúde – SES. Varginha foi a primeira cidade de Minas Gerais a receber as seringas do Governo do Estado. São 40 mil unidades entregues durante a visita do governador Romeu Zema, nessa semana à cidade que se somam ao estoque de 60 mil que já temos totalizando 100 mil seringas e agulhas para a vacinação contra a Covid em nossa cidade junto com as 28 câmaras frias que estão prontas para receber as vacinas”, explicou o prefeito Vérdi Melo no último dia 11 durante a visita de Zema ao município.

A Prefeitura de Varginha se preparou para a vacinação contra a Covid-19, cuja estratificação é baseada no Plano Nacional de Imunizações – PNI – que prevê grupos específicos por etapas para receber as doses tão logo sejam autorizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa e cheguem aos estados e municípios. O PNI prevê que primeiro serão imunizados idosos asilados, profissionais de saúde da linha de frente e indígenas audeados. As vacinas chegarão ao mesmo tempo para o Brasil inteiro conforme o PNI. Desse modo, as salas de vacinação foram distribuídas nos locais como se segue:

– Unidade Central de Vacinação (Policlínica Central) – das 7h às 17h, de segunda a sexta-feira para as imunizações do calendário habitual e para coordenar os grupos de vacinação itinerante; e funcionará das 15h às 21h, de segunda à sexta-feira e nos sábados das 7h às 17h, especificamente para a vacinação contra a Covid. Do mesmo modo, teremos 4 unidades de vacinação de quadrante a saber:

– Policlínica Sion

– Policlínica Mont Serrat

– Policlínica Caic I – Imaculada

– Policlínica Caic II – Cidade Nova.

“Assim o munícipe poderá procurar pela unidade de vacina de quadrante mais próxima de si, a exemplo da experiência exitosa das unidades de gripe que atendem com horário diferenciado criando maior comodidade para os varginhenses”, explica Luiz Carlos.

Acrescente-se que além das salas de vacina já existentes outras serão ativadas, para imunizações do calendário e campanhas do PNI, a saber as UBS´s:

– Girassol

– Vargem

– Fátima II

– Centenário

– Novo Tempo

– Corcetti

– Jardim Áurea

– Damasco/Santa Mônica

– Rio Verde

Equipes Itinerantes

Também estarão disponibilizados locais para vacinações das equipes itinerantes, a exemplo do que será feito no ambulatório do Inprev. “Nós teremos as equipes de vacinação itinerante para ir a grupos específicos e locais diferenciados como igrejas, templos, empresas e instituições”, adianta Luiz Carlos. Em um total de 16 salas de vacina ativadas em unidades básicas de saúde, a Prefeitura vai dar prosseguimento à vacinação de rotina sendo que esses locais estarão prontas para quando um demonstrativo maior de vacinas for disponibilizado para a população.

Contratações

Para robustecer a logística de vacinação, a Prefeitura de Varginha poderá fazer edital de reserva técnica para contratação de recursos humanos que forem necessários para acrescer ao quadro existente.

Deixe um comentário