Polícia Federal investiga fraude processual em Andradas

Varginha/MG – A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira, 25, a Operação Policial “Tróia”, para combater fraude processual.

As investigações tiveram início em janeiro deste ano e apuraram a utilização de interposta pessoa em pedido de restituição judicial de bem apreendido em investigação policial, buscando ocultar o real proprietário da coisa a ser entregue.

A Polícia Federal representou por dois mandados de busca e apreensão que foram expedidos pela Vara Federal de Poços de Caldas/MG e cumpridos na cidade mineira de Andradas. Com as buscas, a PF visa a colher elementos que comprovem a ação orquestrada dos investigados, com o fito de induzir o Juízo Federal a erro.

Os suspeitos estão sendo investigados por crime de fraude processual, cuja pena pode chegar a dois anos de reclusão, se condenados.

O nome da Operação faz referência ao artifício enganoso utilizado pelos envolvidos.

Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde em face da pandemia do Covid-19, a Polícia Federal continua trabalhando para a manutenção da lei e da ordem, preservando o estado democrático de direito.

Deixe um comentário