Polícia Civil de Varginha investiga vereador por importunação sexual

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação informa que o vereador não é funcionário público municipal e nem mora no Caic I

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) instaurou inquérito para apurar a conduta de um vereador, denunciado por meio de divulgação em redes sociais, que estaria espionando mulheres enquanto trocavam de roupa, em um banheiro do Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente (Caic), em Varginha, Sul de Minas.

Uma das vítimas relatou, em uma postagem publicada em rede social, que ela estaria assistindo a um jogo de basquete do namorado, nesse domingo (25), quando o suspeito a abordou convidando-a para integrar uma equipe de vôlei. Nesse momento, ele ofereceu à jovem um uniforme para ser experimentado no local. A vítima narrou que, enquanto se trocava, percebeu uma movimentação estranha no teto e, ao conferir, constatou que havia um buraco usado pelo investigado para observá-la.

O fato divulgado nas redes sociais resultou na manifestação de outras vítimas, inclusive de uma adolescente, relatando terem passado pela mesma situação, em outras datas.

Com isso, as polícias Civil e Militar foram à casa do vereador, onde localizaram uma espingarda calibre 12, de origem turca, aparentemente sem registro. O suspeito também dispunha de um cômodo no Caic, sem autorização, onde as equipes policiais, em conjunto com a Guarda Municipal, apreenderam diversos objetos do suspeito, entre eles, material de campanha eleitoral.

O local onde o suspeito teria cometido o crime foi periciado e, conforme apurado, ele estaria usando um banco para subir até o teto e, por meio de uma fenda, espionava as mulheres abordadas por ele.

As investigações estão sendo realizadas pela Delegacia de Polícia Civil em Varginha. Outras informações serão divulgadas em momento oportuno. Fonte: PCMG. Foto: Câmara Municipal.

Nota da Secretaria Municipal de Educação

“Com relação aos fatos divulgados pela imprensa, envolvendo o vereador Zué do Esporte, a Secretaria Municipal de Educação informa que:

Ao contrário do que vem sendo divulgado o vereador não reside nas dependências do Caic 1.

O referido vereador desenvolvia um projeto social na área do esporte em um espaço da referida escola, porém, devido a pandemia, todos os projetos de atividades esportivas realizados nas escolas municipais estão suspensos desde o dia 19 de março, inclusive o do Vereador.

Com relação aos fatos divulgados pela imprensa, a secretaria de educação está instaurando inquérito administrativo para apurar os fatos e as responsabilidades.

O vereador não tem nenhum vínculo com a unidade escolar, pois não e servidor efetivo/ contratado.

Por fim, esclarece que nenhuma pessoa está autorizada a ingressar nas dependências de escolas ou outras repartições públicas sem autorização, muito menos fora do horário de expediente”.

Deixe um comentário