Índice da cesta básica em Varginha sobe pelo segundo mês consecutivo

O Índice da Cesta Básica de Varginha (ICB-UNIS), calculado pelo Departamento de Pesquisa do Grupo Unis, apresentou alta de 2,67% em maio comparado com o valor de abril.

Considerando 12 meses, de maio de 2020 a maio de 2021, o valor da cesta básica em Varginha teve elevação de 14,66%. Já no acumulado deste ano de 2021, entre janeiro e maio, houve uma queda de -4,60%. A pesquisa considera os preços de 13 produtos que compõem a cesta básica nacional de alimentos nos principais supermercados da cidade, tendo como base a metodologia do DIEESE.

A atual pesquisa demonstrou que neste mês de maio o valor médio da cesta básica nacional de alimentos para o sustento de uma pessoa adulta na cidade de Varginha é de R$484,44, o que corresponde a 47,61% do salário mínimo líquido. Sendo assim, um trabalhador que recebe o salário mínimo mensal precisa trabalhar 96 horas e 53 minutos no mês para adquirir essa cesta.

Comparando os preços de maio com abril deste ano de 2021, é possível verificar que, dos 13 produtos componentes da cesta básica pesquisada em Varginha, sete tiveram elevação nos preços médios: batata; tomate; farinha de trigo; carne bovina; manteiga; açúcar refinado; e óleo de soja. Um produto manteve os preços médios inalterados: o pão francês. E cinco produtos tiveram queda em seus preços médios: banana; feijão carioquinha; café em pó; arroz; e leite integral.

Os resultados desta pesquisa permitiram confirmar nossas projeções descritas no relatório anterior, visto que o final das safras de alguns hortifrutigranjeiros e a demanda externa bastante aquecida provocaram grandes elevações em produtos como tomate, batata e carne bovina, impactando de forma muito decisiva no valor da cesta básica. Acredita-se que tais fatores, somados a um possível aquecimento da demanda interna, venham a influenciar o comportamento futuro dos preços no curto prazo.

Deixe um comentário