Grupo de Estudos Econômicos do Sul de Minas indica aumento nas taxas de desemprego

Grupo de Estudos Econômicos do Sul de Minas indica aumento nas taxas de desemprego

Segundo os dados do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados em Maio/2020, o desemprego continua a crescer no Brasil, e segundo pesquisa do Grupo de Estudos Econômicos do Sul de Minas (GEESUL), na região também.

De janeiro a maio de 2020 o Sul de Minas perdeu 17.527 vagas de emprego, porém se comparado os períodos de março-abril (-2,34%) e abril-maio (-0,85%), observa-se uma desaceleração do deste crescimento.

Os motivos devem ser investigados porém as ações de retomada das atividades econômicas, e o quadro já enxuto para operação da empresa, podem ter contribuído para essa desaceleração do desemprego devido a pandemia. Este recuo pode ser observado também no quadro nacional. Dentro das atividades, os serviços continuam os mais prejudicados, enquanto a agropecuária mostra uma retomada do emprego. As cidades que perderam mais vagas de emprego em 2020 foram: Poços de Caldas (-3.967), Varginha (-1.836), Pouso Alegre (-1.196), Lavras (-748) e Santana da Vargem (-667).

A agropecuária vem mostrando sinais de retorno do emprego, porém vale ressaltar que estamos em época de colheita, que naturalmente traz o aumento sazonal do emprego, não podendo ser considerado uma retomada geral do emprego.

Sobre o GEESUL

O Grupo de Estudos Econômicos do Sul de Minas é composto pelos professores do Grupo Unis, Guilherme Vivaldi e Pedro dos Santos Portugal Júnior, pelo administrador e ex-aluno da Instituição, Júlio Machado de Paiva, e pelo professor e administrador Marcelo Castro Ávila.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *