Gás natural pode chegar a Varginha em breve

Gás natural pode chegar a Varginha em breve

Na semana passada, o prefeito Vérdi Melo se reuniu com diretores da Companhia de Gás de Minas Gerais (Gamig) para ajustar os detalhes finais para a chegada do produto em Varginha.

Um gasoduto de distribuição de 3,3 quilômetros de extensão e o equipamento de armazenagem já estão instalados há cerca de cinco anos na cidade. Mas o produto, que pode reduzir custos para algumas empresas, não chegou. O gasoduto Paulínea (SP)/Jacutinga(MG) foi inaugurado em janeiro de 2010. De Jacutinga chegou a Andradas, Caldas e Poços de Caldas.

Para o gás natural chegar a Varginha é preciso alguns passos. O produto deve chegar em carretas, sistema chamado Gás Natural Liquefeito – GNL. O gás natural é mantido no estado líquido até a estação de regaseificação, instalada nas proximidades do Matadouro Municipal.

A atual rede passa pela rua José Sanches, seguindo pelas avenidas Messias Barros e Coronel José Francisco Coelho, até chegar ao seu ponto final, próximo à avenida Rogassiano Francisco Coelho, no bairro Industrial JK.

Sul de Minas

A obra prevista para Varginha é o ponto de partida para o acesso da população a este combustível menos poluente, mais econômico e com maior eficiência calorífica. Inicialmente, a partir deste gasoduto, seis empresas do município serão atendidas e, futuramente, o adensamento da rede poderá atender os demais segmentos de atuação da Gasmig.

Benefícios

As vantagens advindas do uso do gás natural vão além da otimização de custos. A segurança, por ser mais leve que o ar, dissipando mais rapidamente em caso de vazamentos; a praticidade e comodidade do fornecimento contínuo, e a economia de espaço físico, dispensando manuseio e estoque de botijões e controles diários, são apenas alguns dos benefícios proporcionados pelo uso do energético.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *