Fim de semana com chuva e frio no Sul de Minas

Fim de semana com chuvas nas regiões produtoras de café do Sul de Minas. Ondas atmosféricas mais amplificadas aumentam a chance de chuva acima dos 10mm para a região.

De acordo com a mais recente atualização do Centro Europeu, o acumulado previsto até o domingo alcança 15mm em Três Pontas e Campos Gerais e 25mm em Machado, os três maiores produtores de café do Sul de Minas.

Na Alta Mogiana (Franca e Pedregulho), o acumulado previsto permanece abaixo dos 10mm, mas em Caconde, mais ao sul, estimam-se 20mm. O mesmo vale para municípios mineiros próximos como Guaxupé.

Chuva de granizo

A chuva de granizo que atingiu municípios do Sul de Minas, na última terça-feira (18/8), trouxe prejuízos para os agricultores. O café foi a cultura mais danificada, nos municípios de Ibitiúra de Minas e Andradas. O levantamento foi realizado pela Emater-MG, órgão vinculado à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), prefeituras, Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé (Cooxupé) e Cooperativa de Produtores Rurais (Coopercitrus).  

Quatro municípios foram atingidos na região: Andradas, Caldas, Ibitiúra de Minas e Santa Rita de Caldas. Em Ibitiúra de Minas, cerca de 50% das áreas de café foram atingidas. “Alguns produtores possuem seguro agrícola. Esse produtor deve procurar o banco e comunicar o que ocorreu. E o banco fará o acionamento da Emater-MG para que possamos fazer os laudos necessários”, diz o gerente regional da Emater-MG Em Guaxupé, Willem de Araújo.

No município de Andradas, um dos mais afetados, 15% da área destinada à cafeicultura também sofreram prejuízos. Andrada registrou ainda, estragos na cultura da banana em decorrência da chuva de granizo. Cerca de 80 hectares, de um total de 600, foram danificados. Já o cultivo de tomate no município, que tem 70 hectares, contabilizou perdas em 15% desse total.

Deixe um comentário