Faturamento e horas trabalhadas na produção avançam em Minas

A Pesquisa Indicadores Industriais (Index) de julho revelou crescimento da maioria dos indicadores apurados, na comparação com junho. O faturamento da indústria geral (indústria de transformação + indústria extrativa) avançou 4,8% em julho, o melhor resultado para o mês desde o início da série histórica, em 2003. As horas trabalhadas na produção e a utilização da capacidade instalada também expandiram no mês, refletindo os aumentos nas indústrias de transformação e extrativa.

O emprego, por sua vez, mostrou o quarto recuo seguido e a massa salarial ficou praticamente estável. Apesar da melhora no desempenho da atividade industrial em julho, as perspectivas para o cenário econômico seguem negativas, tendo em vista o elevado nível de incerteza, especialmente quanto à duração da pandemia da Covid-19 e à aprovação de reformas importantes, como a tributária.

Contudo, a prorrogação do Programa Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda, bem como do Auxílio Emergencial, deve evitar uma queda brusca do emprego e do consumo nos próximos meses, beneficiando a indústria do estado no segundo semestre.Fonte: Fiemg.

Deixe um comentário