Farmácia de Minas começa a funcionar segunda-feira (8)

Farmácia de Minas começa a funcionar segunda-feira (8)

Na solenidade de inauguração o prefeito Vérdi Melo anunciou a intenção de comprar 60 mil doses de vacina contra o covid-19 via consórcio Frente Nacional de Prefeitos

A Prefeitura de Varginha, por meio da Secretaria Municipal de Saúde – Semus, inaugurou na tarde desta sexta-feira, a Farmácia de Minas “Técnica de Enfermagem Marilene do Prado Tavares”. A solenidade ocorreu na sede do Inprev devido ao espaço mais amplo para garantir os protocolos de prevenção da Covid-19.

A unidade leva o nome da primeira profissional de saúde que faleceu vítima da Covid-19 em Varginha. Sua sobrinha, Michele Prado, em seu pronunciamento lembrou que “foram 25 anos de dedicação e amor aos seus incontáveis pacientes do Hospital Bom Pastor”. Ela agradeceu, em nome de toda a família Prado Tavares “à Prefeitura de Varginha pelo reconhecimento do esforço diário de uma profissional de saúde, que hoje representa toda uma classe de heróis trabalhadores”.

A Farmácia de Minas fica na Av. Celina Ferreira Ottoni e vai funcionar a partir da próxima segunda-feira, das 7h às 17h sem intervalo para almoço. Os telefones de contato da Farmácia de Minas são 3690-2102 e 2245.

O secretário municipal de Saúde, Luiz Carlos Coelho ressaltou a importância da Farmácia de Minas. “É uma assistência farmacêutica que pensa em cuidar, otimizar o fármaco em prol da melhora e do resgate da saúde das pessoas; onde vão estar concentrados os medicamentos de uso cotidiano que já estão nas farmácias das unidades básicas de saúde e também dos medicamentos de alto-custo, saindo ao ambiente administrativo da Semus e ganhando um ambiente apropriado”, disse. O secretário também lembrou da homenageada “Mari”, como era carinhosamente conhecida. “Gostaria de deixar aqui o registro de toda simbologia que nos representou a Mari pois a indicação do nome dela só recebeu elogios”, concluiu.

Poderá retirar medicamentos na Farmácia de Minas qualquer paciente desde que portador de receita dentro do prazo de validade para medicamento básico e para medicamento de alto-custo desde que tenha o processo aprovado pela Secretaria de Estado de Saúde. Portanto, agora para ter acesso aos medicamentos de alto custo os pacientes terão que procurar a Farmácia de Minas para a montagem do processo.

O prefeito Vérdi Melo iniciou o pronunciamento agradecendo ao vice-prefeito Leonardo Ciacci pela parceria nesses dois meses de mandato. Ele também agradeceu a parceria com a Câmara Municipal na pessoa da presidente Zilda Silva presente na inauguração. Vérdi lamentou as 120 mortes registradas no município e afirmou que Varginha vai continua firme no enfrentamento da Covid-19. “Aderimos ao consórcio da Frente Nacional de Prefeitos para adquirir vacinas com recursos próprios do município; ainda não é uma certeza, mas estamos fazendo o nosso trabalho arduamente com uma equipe de profissionais que se dedicam ao enfrentamento; mantemos o Hospital de Campanha e mais quatro unidades de saúde para receber as pessoas com sintomas da Covid-19 e agora estamos empenhados em comprar 60 mil doses para imunizar nossa população já que o governo federal está enfrentando problemas”, enfatizou Vérdi.

Logo após, o secretário de Saúde Luiz Carlos entregou flores aos familiares da homenageada como forma de gratidão pelos relevantes serviços prestados à Saúde e por terem permitido a denominação na Farmácia de Minas.

Um filme editado pela TV Princesa foi exibido com explicações sobre como será o funcionamento da Farmácia de Minas. Encerrando a cerimônia, foi descerrada a placa da inauguração.

Homenagem

A Farmácia de Minas leva o nome da técnica de enfermagem Marilene do Prado Tavares, falecida em 18 de maio de 2020, sendo que primeira profissional de saúde a morrer de Covid em Varginha.

Natural de Varginha, Marilene do Prado Tavares nasceu em 12/06/1972. Estudou na escola Irmãos Mário Esdras e na escola Deputado Domingos de Figueiredo. Seu sonho era ser médica e apesar de muitos esforços não conseguiu devido às condições financeiras, mas como era uma pessoa que sempre lutou em sua vida conseguiu se formar em técnica de enfermagem e trilhou esse caminho por 25 anos, servindo a área de saúde. Marilene foi admitida como auxiliar de enfermagem do hospital bom pastor em 02 de maio de 1995, passando para o cargo de técnica de enfermagem em 18 de novembro de 2010.

No Hospital Bom Pastor atuou nos setores de internação, centro cirúrgico, UTI, quimioterapia e desde de o ano de 2015, exerceu suas atividades no setor de oncologia, sempre com muito carinho e respiro para com os pacientes e toda a equipe.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *