Empresa Eletro Plastic doa cestas básicas em Varginha

Cerca de cem famílias foram contempladas essa semana com cestas básicas durante uma ação em função da pandemia de Covid-19. As doações foram viabilizadas pela empresa Electro Plastic que convidou o festival Virada Varginha para articular a metodologia para as doações.

O mapeamento dos mais vulneráveis e a entrega dos itens foram baseadas em regiões que o festival já realizou atividades nas edições de 2017 e 2018. O procedimento logístico para as doações seguiram precauções e recomendações de higienização e distanciamento durante as entregas.

A ONG Oficina do Ser ficou responsável nos bairros Padre Vitor, Sion, Centenário, Damasco e Santana, enquanto no Carvalhos, Novo Tempo e Cruzeiro do Sul, o processo foi liderado por Alexsandra da Silva, presidente do Conselho Comunitário do Carvalhos, e contou com o suporte logístico de Rodrigo Claudiano e do advogado Jonatan Lima. 

“Temos ciência de que a ação é pontual e paliativa, porém toda forma de contribuição neste momento se soma no processo de combate aos reflexos dos impactos sociais gerados pela pandemia”, explica Diego Gazola, coordenador-geral da Virada Varginha.

Além das cestas básicas, a ONG Oficina do Ser foi contemplada com uma máquina de costura galoneira industrial para o fortalecimento do projeto Mulheres Solidárias que neste momento de pandemia tem produzido máscaras de proteção para a comunidade atendida pela instituição do terceiro setor.

“Temos a consciência que a interação da empresa com a comunidade somente estreita os laços e traz benefícios para todos, a Electro Plastic não mede esforços para realizar sua contribuição perante a sociedade, juntamente com os parceiros nesta empreitada”, afirmou Mateus Azarias, gerente de Recursos Humanos.

A Electro Plastic atua no segmento de embalagens plásticas flexíveis e emprega mais de 300 pessoas na cidade.

A Virada Varginha é um festival de educação para a cidadania mobilizado pela Muda de Ideia e Sakey Comunicação e alinhada com o Fórum Varginha 2050.

Deixe um comentário