Departamento de Pesquisa do Unis analisa resultados do PIB Sul Mineiro em 2019

Departamento de Pesquisa do Unis analisa resultados do PIB Sul Mineiro em 2019

No dia 17 de dezembro, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou os dados sobre o Produto Interno Bruto de todos os municípios brasileiros referentes ao ano de 2019. Cabe destacar que essa divulgação ocorre sempre com dois anos de defasagem em virtude dos levantamentos necessários.

O Departamento de Pesquisa do Grupo Unis e o Grupo de Estudos Econômicos do Sul de Minas Gerais (GEESUL), com o apoio do Mestrado em Gestão e Desenvolvimento Regional, realizaram uma análise geral dos resultados da nossa região.

Considerando os 155 municípios que compõem a região de planejamento do Estado denominada Sul de Minas, o resultado total do PIB em 2019 foi de R$ 88,2 bilhões em preços correntes. Aplicando o deflator de 2019, o valor real da produção (excluindo a variação dos preços) é de R$ 84,6 bilhões, representando um crescimento econômico de 7,54% em comparação com o ano anterior. Esse crescimento foi maior que no ano de 2018, quando a evolução do PIB regional foi de 4,32%. Importante destacar que os dados são de 2019 e não representam ainda os impactos advindos da pandemia.

De acordo com o IBGE, os 10 maiores municípios do Sul de Minas por PIB no ano de 2019, foram: Extrema, Pouso Alegre, Poços de Caldas, Varginha, Itajubá, Lavras, Passos, Alfenas, Três Corações e Guaxupé.

O nível de concentração do PIB nas dez maiores economias sul mineiras continuou elevado: em 2018 era de 55,22% e em 2019 foi de 55,29%. Essa concentração vem crescendo nos últimos 3 anos, atingindo o maior patamar desde 2010.

Outro indicador a ser considerado nesta análise é o PIB per capita, que representa o total da produção (PIB) dividido pela população estimada do município. Os 10 municípios com maior PIB per capita na região do Sul de Minas em 2019, foram: Extrema, São José da Barra, São Sebastião da Bela Vista, Itapeva, Pouso Alegre, Itamonte, Cambuí, Ijaci, Varginha e Poços de Caldas.

Importante salientar também a taxa de crescimento econômico dos municípios, relacionando os 10 que tiveram o maior nível desse crescimento no ano de 2019 comparado com 2018 (série já deflacionada para ambos os anos): Itapeva, Carrancas, São José da Barra, Minduri, Ribeirão Vermelho, Cambuí, Passa Quatro, Camanducaia, Silvianópolis e Ingaí.

O objetivo desta nota técnica é apresentar de forma geral o resultado do PIB dos municípios do Sul de Minas. Estudos mais específicos precisam ser realizados para identificar os motivos dos comportamentos observados. Os municípios podem demandar do GEESUL e do Departamento de Pesquisa do Unis análises mais pormenorizadas sobre suas realidades, principalmente no que tange à vocação econômica destes territórios e a dinâmica do PIB desde o ano de 2003.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *