Campanha Junho Laranja: Previna-se de queimaduras

O Setor de Segurança e Saúde Ocupacional da Prefeitura de Varginha divulga informações sobre o Junho Laranja. O engenheiro de Segurança do Trabalho, Leandro Nascimento ressalta que a campanha visa chamar a atenção quanto à prevenção de queimaduras, que aumentaram consideravelmente na pandemia.

A Campanha Junho Laranja alerta sobre a importância da prevenção contra queimaduras. Você sabia que o número de registro de queimaduras aumentou durante a pandemia?

Sabe-se que o álcool é um importante aliado contra o coronavírus, porém, ao ser comercializado em grande quantidade, notou-se o aumento do número de ocorrências de queimaduras. Unidades de Queimaduras de diversas localidades do país registraram um aumento de 2 a 3 vezes no número de acidentes envolvendo a combustão de álcool. Antes do aumento, segundo a Sociedade Brasileira de Queimaduras, acidentes dessa natureza contabilizavam cerca de 150 mil internações por ano no Brasil; dessas, 30% foram crianças.

Mas o álcool não é o único causador de queimaduras e, por isso, anualmente, tem-se a Campanha Junho Laranja, que visa alertar a sociedade acerca dos cuidados para evitar queimaduras nos mais diversos ambientes e pelos mais diversificados meios de propagação.

Atente-se para as dicas a seguir:

– A maior parte dos acidentes envolvendo o uso de álcool acontece em ambientes domésticos, portanto, em casa é recomendável substituí-lo por outros produtos de limpeza, como água sanitária diluída. Para a higienização das mãos priorize água e sabão;

– Atenção fumante: não acenda o cigarro imediatamente após a utilização do álcool em gel; o risco de queimadura é alto;

– Cuidado ao manusear líquidos quentes. Não deixe panelas na beirada de fogões e mantenha os cabos sempre virados para o fundo do fogão. Isso ajuda a evitar a ocorrência de acidentes envolvendo crianças;

– Nunca deixe crianças sozinhas na cozinha. Não permita que elas cozinhem e não cozinhe com uma criança em seu colo;

– Em casa, utilize protetores de tomadas. Não deixe fios desencapados ou emaranhados, eles podem ocasionar choques elétricos;

– Se você tiver bebê em casa, ao dar banho, atente-se para a temperatura da água. A água morna para o adulto pode ser considerada muito quente para o bebê. Na banheira, adicione água fria antes da morna, mova a mão por toda a extensão da banheira para certificar-se de que não há nenhum ponto quente em toda a sua extensão;

– Antes de dar comida ao bebê, lembre-se de testar a temperatura do alimento;

– Evite contato direto com o sol por um período prolongado de tempo entre 10h e 16h;

– Não deixe objetos quentes como ferro de passar e prancha de cabelos ao alcance de crianças;

– Em caso de incêndio, saia imediatamente da residência e só depois ligue para a emergência.

Exceto em casos de queimaduras por ácido fosfórico, para o qual existe um protocolo específico, os primeiros socorros a serem aplicados são os mesmos para os demais casos de queimaduras: aplique apenas água fria no local do ferimento até que a vítima seja encaminhada para o hospital mais próximo.

Não é recomendado que se fure as bolhas que surgem na pele após um ferimento por queimadura e também não se deve utilizar produtos domésticos no tratamento do ferimento. Há inúmeras diferenças entre queimaduras e como devem ser tratadas, o tamanho, o tipo, a área do corpo acometida e se há lesões associadas são fatores decisivos sobre o tratamento adequado a ser aplicado. O importante nessas situações é que se tenha consciência da maneira correta de agir baseado na gravidade da queimadura apresentada e que haja celeridade no atendimento da vítima.

Deixe um comentário