Boa só empata e vê posição ameaçada

Com uma apresentação longe da ideal, o Boa Esporte conseguiu só um empate em Varginha contra o Rio Branco/ES. O resultado de 1X1 ainda mantém o time local na quarta posição, agora com os mesmos 13 pontos do Rio Branco de Venda Nova/ES. O próximo adversário é o Uberlândia, sábado, 07, no Triângulo Mineiro.

O jogo mostrou que os adversários assimilaram o sistema boveta. E, pior, conseguiram neutralizá-lo. Os muitos lançamentos para os ponteiros, Willian Mococa e Fabinho, pouco resultaram. Estavam em tarde infeliz quando nada produz resultado satisfatório.

Ao fim do primeiro tempo, os torcedores que assistiram pela televisão não tiveram boa impressão. Os adversários foram melhores, tiveram oportunidades dentro da grande área de abrir o placar.

O BEC voltou mais ligado na segunda etapa. Fabinho teve duas grandes oportunidades e um possível pênalti, assinalado pelo juiz e cancelado depois de uma conversa com um dos auxiliares.

Fabinho recebeu ótimo passe de Lucas Coelho, avançou, entrou na grande área pela direita e chutou forte para a defesa do goleiro. Na segunda, recebeu lançamento pela direita, mas no bico da grande área viu dois companheiros livres de marcação e mesmo assim, bem marcado, arriscou e perdeu.

E o time da casa acabou castigado. Aos 28 minutos, Edinho recebeu livre de marcação na grande área. Só teve o trabalho de chutar no canto esquerdo do goleiro Tom.

Aos 45 minutos o Boa conseguiu o empate. Mococa cobrou falta da esquerda, o zagueiro Gabriel Pinheiro cabeceou para o meio da pequena área e Arauá completou para o gol. A bola ainda bateu num zagueiro antes de entrar.

O Boa jogou com Tom; Raul, Gabriel Pinheiro, Windson e Alyson Santos; Zé Augusto, Igor Sampaio (Douglas) e Arauá; Fabinho (Wagner), Lucas Coelho e Willian Mococa. Técnico: Gabardo Júnior.

Foto: Mário Purificação.

Deixe um comentário