Boa Esporte fatura um ponto contra o São José-RS

O Boa Esporte se deu bem na grama sintética do Estádio Francisco Novelletto Neto em Porto Alegre-RS. Jogou bem, criou oportunidades mas parou no goleiro Fábio. O próximo compromisso é contra o Ituano-SP, em Varginha.

Sidney Moraes parece estar conseguindo dar a sua “cara” ao time boveta. No empate contra o São José, sem gols, o time criou muitas oportunidades no primeiro tempo, jogou melhor que o adversário. Só o gol que não saiu graças a pelo menos três ótimas defesas do goleiro do São José.

E o BEC começou assustando. Logo no primeiro minuto, o centroavante Jefferson conseguiu girar sobre o adversário na risca da grande área, pela direita e chutou rasteiro. A bola entraria no cantinho direito do goleiro não fosse ele ter se esticado todo para a defesa.

Aos nove minutos, outra grande chance boveta. Em cobrança de escanteio, Carlinhos acertou a cabeça do zagueiro Wesley que cabeçeou na pequena área para outra grande defesa de Fábio.

O atacante Dênis teve ótima oportunidade ao puxar um contra-ataque. Ele chegou até a entrada da grande área, pela esquerda, mas fez a opção errada. Ao invés de servir um companheiro sem marcação ao seu lado resolveu chutar, sem sucesso.

No segundo tempo, o time da casa mandou no jogo. Sempre com lançamentos em diagonal para os laterais e tentativas de levantar bola na área. Quase todos os gols do São José este ano foram de cabeça. Contra o Boa, no entanto, nada conseguiram. A defesa formada por Wesley e Dirceu suportou bem a pressão.

Com o resultado, o Boa chega a três pontos na tabela de classificação, ainda na zona do rebaixamento.

Sob o comando do técnico Sidney Moraes, o time entrou em campo com Rafael Pascoal, Gabriel Sousa, Wesley, Dirceu e Yuri Ferraz; Maicon Souza, Tauá (Willian Gaúcho), Carlinhos e Dieguinho (Dieguinho); Dênis (Felippe Borges) e Jefferson (Marcos Paulo). Foto: Boa EC.

Deixe um comentário