Boa cede empate à Caldense nos acréscimos

O Boa Esporte deixou escapar a vitória nos acréscimos da etapa complementar em Varginha. Mesmo com um jogador a menos a equipe saiu na frente do marcador no segundo tempo. Destaque para o atacante Willian Mococa que infernizou a defesa adversária.

Com o resultado, o BEC perde a chance de somar três pontos e permanece com quatro pontos, em terceiro lugar, junto com a Caldense. O Uberlândia lidera o grupo A-06 com sete pontos ganhos. O próximo adversário é o Cap Patrocinense, em Patronício, sábado, 26.

O Boa começou em cima da Caldense, com intensidade, uma das qualidades do time comandado pelo técnico Gabardo Júnior. Logo aos quatro minutos, em troca de passes rápidos, o centroavante estreante, Lucas Coelho recebeu bom passe na risca da pequena área e tentou deslocar o goleiro João Paulo que conseguiu tirar a bola com a ponta da chuteira.

Aos poucos, o técnico da Caldense, Marcus Grippe, começou a adotar a estratégia de tirar a velocidade do jogo, com passes lentos dos zagueiros. As duas equipes têm nos contra-ataques seus pontos fortes. Como o Boa marca a partir do meio de campo, marasmo total em boa parte do primeiro tempo.

Como não conseguiam jogar, os bovetas começaram a discutir com os adversários. O lateral esquerdo, Iago Sampaio levou cartão amarelo. E ainda no primeiro tempo sofreu falta, revidou e foi expulso.

No segundo tempo, o BEC começou melhor. Ainda no primeiro tempo, Gabardo Júnior começou a acertar o time. Promoveu a entrada de Alyson Santos no lugar de Marcelinho. E no intervalo, voltou com o outro estreante, Arauá, no lugar do volante Zé Augusto.

E logo aos 8 minutos, Willian Mococa fez boa jogada pessoal conseguindo carregar a bola do lado esquerdo para o lado direito, dentro da grande área, fintando e enganando os adversários até que recebeu entrada por trás, apontado pelo árbitro como pênalti. Lucas Coelho chutou forte no meio do gol enganando o goleiro João Paulo: 1 a 0.

E a Caldense se soltou. O armador Denilson quase marcou um gol olímpico aos 22 minutos. O goleiro Tom conseguiu se recuperar a tempo. Aos 32 minutos, Tom viu uma bola explodir na sua trave direita. Aos 39 minutos Denilson acabou expulso e as duas equipes ficaram com um jogador a menos. Mesmo assim o time da casa não conseguiu impor seu jogo.

Muito acuado, e sem saída de bola planejada, o Boa acabou cedendo o empate aos 49 minutos. Gabriel Santos recebeu cruzamento na grande área, pela esquerda, enganou o zagueiro Gabriel Pinheiro e chutou no canto direito do goleito Tom que não conseguiu a defesa: 1X1 resultado final.

O Boa Esporte jogou com Tom; Iago Sampaio, Gabriel Pinheiro, Windson e Raul; Zé Augusto (Arauá), Romeu, Marcelinho (Alyson Santos) e Fabinho (Richard); Willian Mococa (Neto Costa) e Lucas Coelho (Douglas Silva). Técnico: Gabardo Júnior.

Também com quatro pontos na tabela, a Caldense jogou com João Paulo, Rafael Peixoto, João Pedro, Rodolfo, Caio Ribeiro, Franklin (Goes), Guilherme Santos, Denilson, Steylon (Tevez), Gabriel Santos e Mariotto (Geisandro). Técnico: Marcus Grippe.

Deixe um comentário