7ª Edição do mutirão ‘Direito a ter Pai’ já com inscrições abertas em Varginha

A Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG) está com inscrições abertas, até o dia 4 de outubro, para o “Mutirão Direito a Ter Pai”. Em parceria com o Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG), a iniciativa oferece, gratuitamente, os serviços de reconhecimento espontâneo de paternidade/maternidade, reconhecimento socioafetivo e exame de DNA.

A iniciativa será no dia 25 de outubro, com realização simultânea em Belo Horizonte e em mais 52 comarcas do estado. Em Varginha, as inscrições podem ser feitas no escritório local da DPMG, na Rua Colômbia, 263, Vila Pinto. Tel.: (35) 3222-8581 / 3223-2016.

No Sul de Minas, além de Varginha, as inscrições podem ser feitas nas cidades de Boa Esperança. Camanducaia, Campanha, Cássia, Caxambu, Itajubá, Monte Sião, Passos, Poços de Caldas, São Lourenço, Três Corações e Três Pontas.

Para realização do teste, filhos e supostos pais e mães são notificados a comparecer nas sedes da Defensoria Pública no dia do mutirão. Ao todo, serão disponibilizados 1.290 exames em todo o estado.

Quase 50 mil pessoas atendidas

Desde 2011, quando foi promovida a primeira edição do mutirão “Direito a Ter Pai”, 49.774 pessoas passaram pelas sedes da Defensoria Pública de Minas para participar da ação.

Até junho deste ano, 18.564 ações de investigação de paternidade tramitavam no Tribunal de Justiça de Minas Gerais. Somente no primeiro semestre, foram julgadas 2.749 ações. O tempo médio do processo é superior a um ano.

Além de possibilitar o estreitamento das relações familiares, o mutirão “Direito a Ter Pai” reduz as demandas por ações de investigação de paternidade, já que resolve tudo extrajudicialmente, gerando expressiva economia para os cofres públicos e propiciando a paz social.

Fotos: Divulgação DPMG

Deixe um comentário